12/09/2019

Maratona da Muralha da China: uma corrida desafiadora que une história e esporte



Um marco na vida de qualquer corredor, a Maratona da Muralha da China foi fundada em 1999 e é uma das corridas mais desafiadoras e exóticas que existem. Além de contar com paisagens de tirar o fôlego - literalmente - em seu percurso, ela possui ao longo dos seus 42 km cerca de 3700 degraus e subidas e descidas muito íngremes.

A prova, que acontece na cidade de Tianji, a poucos quilômetros de Pequim, exige muita preparação física e dedicação constante, e devido ao seu grau de dificuldade, no quilômetro de número 30 existem paramédicos à disposição para prestar atendimento a possíveis lesionados.

O personal trainer, Rogério Sthanke, profissional renomado no ramo em que atua, tem a corrida como parte do repertório do seu projeto "10 Maratonas Pelo Mundo" e se prepara para as dificuldades de correr em um lugar com condições físicas e climáticas tão diferentes das quais ele está acostumado.

Poucos lugares no mundo oferecem a oportunidade de estar em contato com cultura, história e arquitetura incríveis em uma única corrida, mas apesar da vista valer o desafio, é preciso estar pronto para enfrentar o calor de 39° e a grande quantidade de ladeiras que a Muralha da China possui.

Para se manter em forma para uma corrida dessa magnitude, Sthanke se prepara correndo cerca de 30 km no Pico do Jaraguá, ponto mais alto de São Paulo. Sthanke precisou redobrar os cuidados com a alimentação e ficar atento com as horas de sono, além disso se prepara para chegar à China com dois dias de antecedência à prova para se acostumar com o fuso horário. O personal conta que teve que abdicar de muitas coisas e abrir mão de muitos finais de semana para estar pronto para enfrentar essa jornada que será um marco em sua carreira e uma conquista pessoal.

"Quando chega o fim de semana eu preciso dormir cedo porque no sábado as atividades do dia começam de madrugada, é o dia que me dedico aos longos percursos. Quem se prepara para esse tipo de maratona normalmente corre na rua mas eu não tenho tempo e preciso correr na esteira, são muitas barreiras que eu preciso quebrar... Mas com certeza a maior preparação é mental, a mente deve estar muito preparada para esse tipo de desafio. Porque se você acredita você é capaz de tudo", afirma Sthanke.

Acostumado a correr longas distâncias, Rogério Sthanke também já participou de maratonas no Rio de Janeiro, Patagônia e Atacama e sonha em no próximo ano correr no Everest, uma prova que promete ser ainda mais difícil que a da China e que exigirá que ele chegue à China com pelo menos um mês de antecedência. Para ele, essa prova é uma oportunidade de se auto desafiar e testar seus próprios limites, além de se conectar com o próprio corpo e com a natureza.

Sobretudo, Sthanke afirma que é um trabalho em que mente e corpo trabalham em conjunto, já que quando o corpo se nega a ir em frente, a mente o força a continuar e que não é necessário ser um atleta profissional para se auto desafiar a algo assim. É preciso ir aos poucos, claro, e ir sempre em frente até atingir o objetivo. O primeiro passo é o mais importante.

Sobre Rogério Sthanke

Rogério Sthanke é personal trainer, preparador físico e idealizador da Sthanke Trainer Assessoria - Centro de Treinamento Funcional e Atendimento Multidisciplinar à Saúde, com equipe própria nas áreas de Educação Física, Fisioterapia e Nutrição Esportiva. Pioneiro na área de treinamento online, ele além de oferecer aulas presenciais em Estúdio Especializado localizado em São Paulo, também presta atendimento à distância - o que o levou a ampliar seu mercado para além do Brasil, em países como China, Estados Unidos, Argentina, Áustria, Angola e Arábia Saudita e a criar o seu próprio app, o ST Pro.

Visionário e empreendedor, Rogério é exemplo de superação e busca a cada dia ultrapassar seus próprios limites investindo em projetos próprios, como é o caso do "Dez Maratonas Pelo Mundo". Além disso, é um nome referência quando o assunto é transformar mulheres, já tendo trabalhado com famosas como Dani Bolina e Mirella Santos.

Fontes: https://www.terra.com.br/noticias/dino/maratona-da-muralha-da-china-uma-corrida-desafiadora-que-une-historia-e-esporte